Fundo Garantidor de Crédito

O conteúdo desse blog está aos poucos sendo migrado, e essa página já pode ser encontrada em http://jeangamboa.blogspot.com.br/2015/05/fundo-garantidor-de-credito.html.

----
O Fundo Garantidor de Crédito - FGC, é um fundo criado com o objetivo de garantir que, se um banco quebrar, os correntistas daquele banco não vão ficar sem dinheiro. Esse fundo não foi criado pelo governo, mas pelos próprios bancos e outras instituições financeiras.

O Fundo Garantidor de Crédito garante até R$250.000,00 por CPF do dinheiro depositado em:
  • depósitos a vista ou sacáveis mediante aviso prévio;
  • depósitos em contas-correntes de depósito para investimento (? - não sei ques contas são essas);
  • depósitos a prazo (CDB/RDB);
  • depósitos mantidos em contas não movimentáveis por cheques destinadas ao registro e controle do fluxo de recursos referentes à prestação de serviços de pagamento de salários, vencimentos, aposentadorias, pensões e similares (? - não sei ques contas são essas);
  • letras de câmbio, imobiliárias, hipotecárias e de crédito imobiliário (letras em geral, eu diria);
Outra coisa importante é que o FGC não garante o dinheiro de entidades que compartilham a totalidade dos seus fundos em cotas, como cooperativas ou fundos de investimento. Isso porque, se essas instituições quebrarem, elas não apresentam risco para todo o SFN, já que não são atreladas umas às outras. Fique atento para não confundir Fundos de Investimento com Bancos de Investimento, porque os bancos sim são garantidos pelo FGC.
    Mas a principal confusão que o FGC cria em provas tem a ver com contas conjuntas. Isso porque as contas conjuntas tem um sistema muito chato para divisão do dinheiro garantido.[eu não sei direito como faz essa divisão :S preciso estudar isso :S]

    Paztejamos

    7 comentários:

    1. Outra coisa interessante é que o FGC cobre depósitos em bancos de Investimento, mas não em Fundos de Investimento, isso é interessante... não confundir na hora da prova =)

      Max.

      ResponderExcluir
    2. Contas conjuntas tituladas por conjuges:
      Os cônjuges são considerados pessoas distintas, seja qual for o regime de bens do casamento, e o crédito do valor garantido será efetuado de forma individual. Cada um receberá até R$ 70.000,00 (setenta mil reais), respeitando-se o saldo.

      Nas contas conjuntas não tituladas por cônjuges e dependentes, o valor da garantia é limitado a R$ 70.000,00 (setenta mil reais), ou ao saldo da conta quando inferior a esse limite, dividido pelo número de titulares, sendo o crédito do valor garantido feito de forma individual.

      fonte: http://www.fgc.org.br/?ci_menu=20&conteudo=1

      ResponderExcluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      ResponderExcluir
    4. O limite foi alterado para R$250.000,00. Tanto do FGC quanto do FGCOOP.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Realmente Priscilla, e obrigado pelo comentário.
        já atualizei. eu não fico revisando o conteúdo, mas sempre que leio alguma atualização aproveito pra colocar :)

        Excluir
    5. O limite de 250.000,00 e tanto para conta conjunta ficou normal ou seja se a conta conjunta tem 4 participantes com conjuge ou sem...e o saldo da conta é de 300 mil...o fgc ou fgcoop ira garantir 250 mil dividir pelos 4 participantes da conta e fara o depósito individualmente no valor de 62.500,00 na conta de cada participante...o deposito é individual ja teve uma questao perguntando isso. vlwww muito bom o blog parabéns.

      ResponderExcluir