Operações de Mercado Aberto (Open Market)

As Operações de Mercado Aberto (também conhecidas como Open Market) são o instrumento mais eficiente de política monetária, aquele que a economia sente efeito mais rápido.

Para entender seu funcionamento, é primeiro aconselhavel que se entenda o que são Títulos Públicos.

Funciona assim: quando o BaCen acha que precisa tirar dinheiro da economia (por exemplo pra conter a inflação) ele coloca títulos públicos a venda. Ao comprar esses títulos, a economia (ou seja, as pessoas, os bancos ou qualquer outra instituição) entrega dinheiro pro governo ao invés de gastar em produtos ou serviços. Quando ele faz isso, ele 'enxuga' a economia.

Por outro lado, quando o BaCen acha que existe pouca moeda na economia, ele começa a comprar títulos (os mesmos que ele já vendeu antes). Quando ele compra, as pessoas que venderam recebem dinheiro em troca do título, o que faz a economia ser 'inundada' de dinheiro.


Nas operações de Open Market, o BaCen usa em geral Títulos Públicos Federais (TPF), que são emitidos pelo Tesouro Federal [além disso ele usa títulos antigos emitidos pelo próprio BaCen, mas hoje em dia ele não pode mais emitir]. Mas a Constituição define que o BaCen não pode financiar o Tesouro Federal nem diretamente nem indiretamente. Então como ele faz pra conseguir esses títulos?

O BaCen pode comprar os TPF de outra entidade que já comprou TPF no Tesouro Federal. Mas isso não pode ser no mesmo dia, se não a regra caracteriza essa operação como "financiamento indireto". Por exemplo, se o Itau comprar TPFs do Tesouro segunda-feira, o BaCen só pode comprar esses TPFs do Itau terça, se não é financiamento indireto.

Além disso, no caso de os TPFs que o BaCen tem estarem pra vencer, o BaCen pode ir ao Tesouro Federal trocar os seus TPFs vencidos por novos. Portanto, se a prova perguntar se o BaCen pode ter fazer transferências com o Tesouro Federal no mercado primário - ou seja, na primeira negociação do título - a resposta é "sim, PODE".

Paztejamos

24 comentários:

  1. Parabéns pelo blog! Queria ter ficado sabendo dele antes...

    De qualquer forma vou usar ele para uma revisão final!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Vou adiantar!!! hehehe

    A grosso modo, funciona assim: vendendo títulos o Bacen "enxuga" o dinheiro dos bancos, ou seja, restringe a capacidade dos bancos de realizarem operações de crédito (visto que estes estarão com menos dinheiro disponível). Tudo isso, gera pressões inflacionárias para baixo, pois reduz consumo, diminuindo a demanda agregada, demonstrada pela fórmula: Da = C + I + G + X - M, onde C = Consumo.

    O Bacen também pode aumentar a disponibilidade de recursos dos bancos, fazendo a operação inversa, ou seja, comprando títulos que antes foram vendidos. Observando a fórmula da demanda agregada, teremos uma diminuição do consumo que nada mais é que diminuição da demanda agregada que é igual a redução da inflação.

    (Acho que nessa prova vai cair alguma questão de Política Monetária associada a inflação).

    Té mais!

    ResponderExcluir
  3. Jaen, faz um favor pra mim colega, posta esse link de vídeos super interessantes que abordam o conteúdo do Banco do Brasil.

    http://www.baixeturbo.org/2011/07/download-videoaulas-para-banco-do-brasil-2011-pro-cursos/

    Para desproteger os links na hora de baixar, usem este site http://desprotetor.com/

    Boa noite!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Aí Leandro, o blog é 'novo', por isso tu não soube dele antes... tem pouco mais de 10 dias. Se eu soubesse que tanta gente ia usar tinha começado antes xD

    Pode usar e abusar, e também comentar alguma coisa que não ficou clara ou que tu acha que pode ser escrita de outra forma... estamos estudando juntos =D

    ResponderExcluir
  5. Aí Eric, vou colocar esse link lá junto dos sites úteis =D

    mas só queria saber se não são videoaulas de um curso pago, porque não quero colocar coisas ilegais no blog e depois ter problemas com outros sites, com o a política do blogger ou mesmo com a justiça.

    Obrigado por adiantar o serviço xD vou pegar teu texto pra continuar a escrever o post.

    Paztejamos

    ResponderExcluir
  6. aiii muito bom o blog!!

    alguem sabe quantas vagas saem normalmente??

    eu fiz para Campos dos Goytacazes RJ, foram 4500 inscritos em minha cidade, estou calculando umas 50 vagas +-. Estou certo?? tem mais?? menos??

    me ajudem please

    ResponderExcluir
  7. povo me desculpem a burrice mas como assim compra e venda de titulos??

    ResponderExcluir
  8. É o seguinte, o governo a fim de controlar a inflação (aumento no nível geral de preços) utiliza esses títulos para aumentar ou diminuir o dinheiro dos bancos, e estes bancos são obrigados a comprar ou a vender esses títulos, imagine que estes títulos são tipo cheques que vão e voltam entre o Banco Central e os bancos, pois se o Banco Central vender estes títulos, concorda comigo que como os bancos são obrigados a comprar, estes irão diminuir a quantidade de dinheiro deles, dinheiro que eles poderiam estar emprestando a vontade, mas com essa operação OBRIGATÓRIA do Banco Central eles ficaram sem a grana que poderiam ficar emprestando a juros altos e multiplicando seu dinheiro.

    Resumindo: é uma operação obrigatória entre os bancos e o Banco Central a fim de controlar a quantidade de dinheiro desses bancos.

    O Banco Central vendendo esses títulos: diminui o dinheiro dos bancos.

    O Banco Central comprando esses títulos de volta: aumenta o dinheiro dos bancos.

    Espero que tenha esclarecido!

    ResponderExcluir
  9. Eric, eu acho que tu ta enganado. A operação de Open Market não obriga os bancos a comprarem títulos. Eles compram porque querem.

    Aliás, quando eu li teu comentário agora de noite (ontem só tinha lido por cima) fiquei na dúvida e fui procurar algo a respeito na comunidade "Conhecimentos Bancários" no orkut. Achei esse tópico:

    http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=33731833&tid=5470473482961530354&kw=open+market&na=4&nst=11&nid=33731833-5470473482961530354-5541685651082192466

    Nele o Professor Bancário comenta que os títulos públicos são "negociados" no open market. Se é negociado, acho que não deve ser obrigatória a compra.

    Enfim, qualquer coisa podemos perguntar na comunidade um esclarecimento sobre isso, provavelmente alguém sabe.

    Paztejamos

    ResponderExcluir
  10. Oliver, não tem um número determinado de vagas. Mas tu não pode ficar em uma posição menor que o número de pessoas do cadastro.

    Por exemplo, na minha região, eles vão classificar só os 100 primeiros colocados. Se eu ficar em primeiro lugar, teoricamente não tenho garantia que vou ser chamado, só se eles precisarem. Se eu ficar em 101 lugar, já era, to fora do concurso.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Ok, mas o professor não disse que não é obrigatório, mas pela lógica é possível entender por que esta operação é obrigatória, pelo simples fato de ser um dos instrumentos que o Bacen utiliza para diminuir o multiplicador bancário das IF´s. Se não fosse obrigatório, ele com certeza não seria o mais eficiente instrumento de Política Monetária, pois os bancos não aceitariam retirar o seu dinheiro que poderia estar emprestando a juros altos para "ajudar" o Bacen no controle de suas políticas. No entanto, não encontrei nenhuma bibliografia que diz que não é obrigatório, e também nenhuma que diz que é.

    Fica a critério de cada um.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Na verdade pelo contrário. Como as taxas de juros do governo são mais altas [e as do BR são as mais altas do mundo!], e como emprestar pro governo é muito menos arriscado, os bancos devem preferir emprestar pro governo a emprestar pras pessoas.

    Além disso, o nome da operação já sugere que seja 'livre' já que se chama "mercado" e "aberto". "Aberto", na minha opinião, é porque é com todo mundo que quiser, e "mercado" significa que é de livre troca e venda. Se não poderia ser um nome como Compulsório Extra, já que "compulsório" significa obrigatório.

    Sei lá... eu vou fazer um tópico no orkut logo mais pra ver se o professor bancário responde, provavelmente ele saiba disso direitinho =D

    Paztejamos

    ResponderExcluir
  14. De acordo com a Lei 4.595/64 (Lei da Reforma Bancária) Art.10 inciso III diz bem claro que é um dever (função) do Banco Central a fim de regular oferta e demanda de moeda, aplicar tal Política Econômica.

    Correto, o Banco Central oferece menos risco, porém o spread bancário é muito alto chegando até a superar as inadimplências que possam ocorrer. No entanto, a prova não entrará no neste mérito, pelo menos creio que não.

    Sobre as taxas de juros do governo

    O governo não paga a taxa de juro alta para os bancos, pelo contrário, o Bacen paga uma taxa bem inferior que a do mercado. Creio que este assunto desse modo não será cobrado no concurso.

    Té mais!

    ResponderExcluir
  15. Nem sempre o nome coincide com a função. Ex.: Banco do Brasil, sendo que na verdade 49% é privado (acho que já chegou a 50%).

    ResponderExcluir
  16. JæN disse...

    Oliver, não tem um número determinado de vagas. Mas tu não pode ficar em uma posição menor que o número de pessoas do cadastro.

    Por exemplo, na minha região, eles vão classificar só os 100 primeiros colocados. Se eu ficar em primeiro lugar, teoricamente não tenho garantia que vou ser chamado, só se eles precisarem. Se eu ficar em 101 lugar, já era, to fora do concurso.





    eh tou ligado, mas queria saber se vcs sabem +- de quantos pontos nós precisamos pra passar

    foram inscritos 4500 na minha cidade para desputar 100 vagas

    ResponderExcluir
  17. Obs.: Cada questão vale 1 ponto e temos 80 questões, ou seja, o máximo é 80 pontos.

    Bom, basicamente vai depender da prova e da região. Teve dois concursos do Banco do Brasil este ano, a prova do primeiro concurso foi mais difícil, portanto as notas foram mais baixas, nas regiões mais disputadas a média das notas de corte foi de + ou - 56 pontos para se classificar, e uns 60 pontos para ficar em uma posição mediana.
    Na prova do segundo concurso, bem mais fácil que a anterior, teve notas mais altas. Nas regiões mais disputadas para se classificar precisaria de no mínimo 64 pontos, e para obter uma colocação mediana 68 pontos. Creio que a prova desse concurso (que será a terceira) será a mais difícil das três, pois as regiões são mais desenvolvidas, então é provável que com uns 56 pontos dê para garantir uma vaguinha no banco. Esta afirmação minha é baseada em concursos anteriores do Banco do Brasil aplicados em regiões mais desenvolvidas como o DF (foi a prova mais difícil, FCC 2006) e a de São Paulo (FCC 2010). E também no fato de que o segundo concurso deste ano teve regiões menos desenvolvidas e portanto, prova mais fácil. Respondendo sua pergunta, tire uns 60 pontos!

    Aqui estão as notas da prova do primeiro concurso

    fonte: http://www.concursosfcc.com.br/concursos/bbras210/habilitados_micro_class.pdf

    ResponderExcluir
  18. OUTRA OBSERVAÇÃO:

    Infelizmente, mesmo que você fique em 100° ou entre posições "de ponta", há uma grande possibilidade de você não ser chamado.

    Té mais!

    ResponderExcluir
  19. Resolvida a história: criei um tópico perguntando se Open Market é obrigatório na comunidade. Depois de uma discussão sobre o assunto o professor bancário acabou concluindo dizendo que não era.

    eis o tópico:
    http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=33731833&tid=5635809820484101113&na=2&nst=6

    Com essa discussão saimos aprendendo =D
    paztejamos

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. DICA BAIXE A APOSTILA
    EDGAR ABREU
    - TEM TUDO

    ResponderExcluir