Teoria Geral dos Sistemas

Criada por um biólogo chamado Ludwig Van Bertallonffy, que enchergava semelhanças entre os organismos e os sistemas sociais - considerando a Organização como um sistema social.

Um sistema, conforme essa definição, é um conjunto de elementos interdependentes que interagem continuamente entre si para atingir objetivos pré-fixados.

Baseados nessas idéias, pensa que existem dois tipos de Organização: as Abertas - que sofrem influência do meio ambiente - e as Fechadas - que não sofrem.

As Fechadas são burocráticas, e por não trocarem informação com o meio ambiente acabam sufocando. São eficientes durante um tempo, mas acabam se degradando, sofrendo um processo de Entropia, que é a desordem de suas "moléculas".

Já as Organizações Abertas sobrevivem pela troca do meio ambiente, e tem as seguintes características:
  1. Permeabilidade: As informações dentro da Organização fluem de um grupo a outro, sendo dessa maneira possível que haja coerencia na busca dos objetivos da empresa. Assim, a Organização segue tendo um feedback interno de suas ações, e não há conflitos entre diferentes grupos da mesma Organização;
  2. Feedback: Trocando informações com o meio ambiente, a empresa acompanha constantemente o que o mercado deseja e como é melhor fazer seu produto ou serviço. Assim, a empresa "respira" e se adapta se necessário.
  3. Homeostase Dinâmica: A Organização está sempre se adaptando ao ambiente. Para estar em equilíbro, ela precisa sempre mudar para satisfazer seus clientes. Seu equilíbrio é estático só até o momento em que não há uma variação do meio ambiente. Na medida que essa variação acontece, a empresa precisa se transformar para se manter competitiva. (ex: é o caso da IBM, que fazia somente computadores de grande porte. Com o aparecimento da Apple e o início das vendas de computadores pessoais, a IBM teve que começar a produzir PCs também, para se manter no topo do mercado).
  4. Equifinalidade: A empresa têm diversas maneiras de atingir um mesmo objetivo. Existem vários meios de alcança-lo. Pela permeabilidade, a empresa pode, conforme a sua situação, usar do meio mais conveniente para buscar aquilo que deseja.
  5. Sinergia: Quando a Organização detem de todas essas características, ela não é apenas eficiente (que rende 100%), mas eficaz (rende mais de 100%). Assim, a soma das partes é maior que o todo, ou 2+2=5.
 Paztejamos

Nenhum comentário:

Postar um comentário