Conceitos Básicos de Seguro

O seguro é uma forma das pessoas lidarem com o risco. As pessoas tem medo de perder sua vida ou suas coisas por conta de situações inesperadas. Quem faz seguro para o carro tem medo de bater, ou de ser roubado. Quem faz seguro da casa, faz pensando que ela pode ser assaltada ou sofrer um incêndio.

Assim, quando alguém sofre um roubo, ou um incêndio, ou um assalto, o seguro tem o objetivo de fazer com essa pessoa seja 'remediada', para que ela não fique desamparada financeiramente por causa de sua perda. O objetivo do seguro, então, é re-estabelecer o equilíbrio econômico abalado.

O Seguro é fundamentado nos seguintes conceitos:
Paztejamos

Breve histórico do Seguro e da Atuária no Brasil e no mundo

A Wikipédia tem texto suficiente para dar a ideia de um 'contexto geral' sobre a história da Atuária e está dividida em 3 artigos (que não são iguais):

Em aula, basicamente, se escutam 3 histórias que recriam a história do seguro:
  1. Na Babilônia, 23 seculos antes de Cristo, os mercadores que cruzavam longas distâncias a camelo eventualmente perdiam algum camelo ao longo de suas viagens. Perder o camelo, nessa situação, significava um grande prejuízo. Para reverter isso, os cameleiros se juntavam e combinavam que, no caso de alguém perder o seu camelo, receberia dos outros o valor perdido.
  2. No Código de Hamurabi era previsto que os navegadores fizessem associações para que caso alguém perdesse seu navio, recebesse apoio dos outros.
  3. Nas Grandes Navegações, os navegadores faziam contratos para que, caso alguém perdesse a sua carga, fosse ressarcido pelos outros.
Procurando pelo assunto, encontrei ESSE SITE(CLIQUE AQUI) que tem uma lista de outras situações em que esse tipo de "ajuntamento" foi feito para amenizar as perdas uns dos outros.

Quanto ao chamamento "Atuário", era a palavra usada para se referir à pessoa que documentava os diálogos no antigo Senado Romano. Depois, passou a ser usado para designar os escrivães que documentavam os nascimentos e as mortes da população. 

No Brasil, a primeira Companhia de Seguros se formou em 1808, com a chegada da família real, e se chamava Companhia de Seguros Boa Fé. O mesmo SITE QUE EU ME REFERI ANTES também tem um resumo da história do seguro no Brasil.

Abaixo um vídeo que explica resumidamente a ideia do seguro e o motivo do nascimento das técnicas de Atuária:


Paztejamos

Introdução à Atuária (ECO03020)

Aqui, vou tentar fazer assim: deixo uma lista dos assuntos estudados e vou compondo eles aos poucos. Ao contrário do que acontece na maioria dos outros assuntos, que eu estou estudando aos poucos (até porque o objetivo é ter um embasamento pra estudá-los melhor no futuro, depois de formado), nesse eu vou tentar manter rigorosamente o ritmo de postagens, já que eu sou da filosofia de que é importante que exista material gratuito e em português sobre tudo na internet :P

Os únicos assuntos que não vou fazer muita força pra postar vão ser aqueles que são associados a outras matérias - como probabilidade e estatística, que o leitor vai perceber que tem bastante.

Os livros usados como base para a aula são o livro "Cálculo Atuarial Aplicado", do Antônio CORDEIRO Filho (Editora Atlas), e o "O ABC da matemática atuarial e princípios básicos de seguros", do Gilberto Brasil (Editora Sulina). Tem também a apostila do professor Rangel [Link dele no site da UFRGS, atualizado em 2007/2] [Link do "Blog do Estudante de Atuariais", atualizado para 2011/1].

Segue a lista:
Paztejamos

Atuária

É difícil conhecer alguém que saiba o que faz um Atuário, o que é Ciências Atuariais e qual o o objeto de estudo desse curso. Eu já tenho uma resposta pronta quando as pessoas perguntam que que eu estudo: "eu faço um curso relacionado a risco, seguros, previdência, capitalização... essas coisas".

A definição é mais ou menos essa, mas se o leitor quiser se embasar melhor (e entender inglês), pode CLICAR AQUI, e entrar num site que é BEEEEEM elucidativo e esmiuça bem as áreas de atuação do atuário.

Eu ainda estou começando essa parte do curso, então não sei muito bem como organizar o conteúdo. Por isso, vou colocar aqui na ordem das cadeiras que tenho na faculdade. Assim:

Além disso, CLICANDO AQUI, te direciono pra outra página onde deixei vários links de apoio para quem quiser se informar melhor sobre o assunto, como fazer pra trabalhar na área, etc.

Paztejamos.

Dicas e Links úteis para atuários

Tentarei escrever bastante sobre atuária (na medida do possível) porque me dei conta que simplesmente não existe conteúdo sobre isso na internet - o máximo que eu encontrei foi o livro Introdução à Atuária(CLIQUE AQUI PARA ABRIR) no WikiLivros. Por isso, vou deixar uma lista de links abaixo com os principais sites relacionados à área e uma breve explicação de porque eles são importantes.

O site do IBA é importante porque, para ser Atuário no Brasil, é necessário ser aprovado num exame, tipo como é o conhecido exame de ordem da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Então, depois de aprovado sim a pessoa ganha a permissão de trabalhar de fato como Atuário.
É interessante conhecer o site da SOA porque fora do Brasil, nem todo lugar do mundo tem cursos de Ciências Atuariais. Por isso, para trabalhar no exterior, existem exames da SOA (Society of Actuaries) que, se tu for aprovado, tu ganha a permissão de trabalhar como Atuário nos países do mundo que aceitam esse exame como válido.
O site da FUNENSEG é especial principalmente porque dá acesso grátis às suas publicações. Basta clicar em "O que você procura?" no canto superior direito e selecionar "Acervo Digital". Tem ali um número absurdo de publicações úteis pro estudo dos seguros em geral.

Ontem eu fiquei sabendo que um colega está imigrando e vai dar uma palestra sobre como foi esse processo. Depois de assistir a palestra, escreverei aqui qual o processo pra fazer as provas da SOA e etc.

Paztejamos