Folha: Compra da Marítima pela Yasuda Seguros é aprovada

10/05/2013 - 03h00
Por Maria Cristina Frias


A compra do controle acionário da Marítima Seguros pela Sompo Japan Insurance, por meio de sua subsidiária Yasuda Seguros, foi aprovado pelos órgãos reguladores do Brasil: o Cade, a ANS e, por último, a Susep.

Falta ainda a aprovação do Financial Services Agency, o órgão regulador do Japão.
Para aumentar a participação para 88,2% das ações da Marítima Seguros, a Yasuda aportou cerca de R$ 200 milhões. Em 2009, a seguradora já havia adquirido 50% das ações ordinárias por aproximadamente R$ 336 milhões.

As marcas continuarão a operar de forma separada.

Em princípio, a gestão também permanece como está.

"A nossa meta agora é crescer 20% em cada seguradora, cada uma em sua especialidade", afirma Luiz Macoto, vice-presidente da Yasuda.

O forte da Marítima são os seguros individuais (automóveis e residências), além do seguro saúde, que também atende empresas.

Toda a operação de saúde será feita apenas pela Marítima, uma vez que a Yasuda não opera nessa área.

"O DNA da Yasuda é o seguro corporativo, como o de frotas e de ativos de empresas, segundo Macoto.

"Em 2012, a Marítima já havia crescido 15%. Para este ano, temos a meta de 20%, uma expansão linear em todos os segmentos, acima dos 15% projetados para o mercado", diz Francisco Caiuby Vidigal Filho, diretor-presidente da Marítima Seguros.

R$ 413,8 milhões foram os valores pagos (prêmio líquido) pelos segurados à Yasuda Seguros em 2012

R$ 27,7 milhões foi o lucro líquido da empresa

R$ 1,7 bilhão foi o resultado consolidado em prêmio do grupo Marítima no ano passado

---------------------------------------------


Paztejamos

Nenhum comentário:

Postar um comentário