G1: Startup Qranio assina convênio com prefeitura do Rio



ter, 26/03/13 | por Gustavo Petró


A startup Qranio assinou um convênio com a prefeitura do Rio de Janeiro para levar seu serviço de quiz educacional para “Praças e Naves do Conhecimento” espalhadas pela cidade. A intenção é dar acesso ao aplicativo para crianças e jovens que forem aos locais, permitindo brincar e aprender com as perguntas e respostas de temas como história, tecnologia, cinema, esportes automóveis e etc.

“Nos EUA é muito comum uma startup ter o apoio de uma universidade ou de uma empresa que colocam o selo desta startup em seu site. No Brasil, não via ninguém tomando esta iniciativa. Como a prefeitura do Rio está com muito investimento na área de inovação e, como estamos entre as nove startups de educação mais visadas do mundo, liguei para o secretário e fiz uma proposta para o Qranio ajudar com o desenvolvimento”, conta Samir Iásbeck, presidente-executivo e fundador do Qranio, ao G1.

Estas “Praças e Naves do Conhecimento” levam computadores e aparelhos de tecnologia para comunidades carentes. Há palestras e aulas para as crianças nestes locais. A ideia, segundo Iásbeck é levar o quiz do Qranio para estes locais em aparelhos que serão fornecidos pela startup. Inicialmente, o quiz será o mesmo existente no site oficial, mas é possível que ele seja adaptado para estes locais, oferecendo perguntas sobre turismo já que a cidade receberá grandes eventos.

“A ideia do envolvimento do Qranio nestes locais é também levar noções de empreendedorismo às crianças carentes. Prepará-los para criarem suas startups”.

Segundo o executivo, a parceria não envolve verba nem de um lado, bem do outro. “O Qranio ganha com o aumento do número de usuários, por meio da visibilidade com a prefeitura. E por outro lado, a prefeitura contribui, por meio da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia , ao acreditar na gente. Estar junto da prefeitura do Rio, uma marca que todos viram no Carnaval e com a Copa do Mundo e as Olimpíadas pela frente, nos dará muita visibilidade. Os ganhos são para a sociedade, que terá nosso auxílio para os jovens carentes, e para o Qranio, indiretamente, que ganhará mais ao ver o número de usuários crescer”.

Parte do serviço oferecido pelo Qranio é paga (o Qranio Premium custa R$ 6) e a startup, ao lado da prefeitura, estudam como subsidiar esta parte do serviço para o público para ajudar no aprendizado desses jovens. Como isso será feito, principalmente como identificar quais são os jovens que vivem em áreas carentes, ainda está em estudo. O Qranio também pretende colocar máquinas próprias nestes locais para oferecer o serviço.

--------------------
Fonte: http://g1.globo.com/tecnologia/startup/platb/2013/03/26/startup-qranio-assina-convenio-com-prefeitura-do-rio/

Nenhum comentário:

Postar um comentário