Fundos de Investimentos

A melhor forma de visualizar um Fundo de Investimento é compará-lo ao que ele realmente é: um Condomínio. E o que é um condomínio? Um condomínio é o que a palavra diz, um domínio-comjunto.

Por exemplo, minha namorada mora num apartamento alugado no centro de Porto Alegre. Todo mês, no começo do mês, a imobiliária manda um boleto pra ela pagar onde diz "R$XX de aluguel", "R$YY de IPTU", e "R$WW de Condomínio". Esse valor que ela paga de condomínio é acumulado com todos os valores de todos os outros moradores do prédio e fica a disposição do síndico do prédio, que o administra e o usa pra pagar a conta de luz dos corredores, o serviço de portaria do prédio, o salário do zelador, a manutenção dos elevadores, etc.

Em um Fundo de Investimentos não é diferente. Quando eu coloco dinheiro no Fundo de Investimento, esse dinheiro vai pra mão do Gestor (síndico) do Fundo, que junta o meu dinheiro com o de todo mundo que também investiu ali (condomínio), e administra esse dinheiro o melhor possível pra tentar conseguir uma boa rentabilidade.

Um Fundo de Investimento é formado por cotas, que são as partezinhas em que é dividido o fundo. Quanto mais dinheiro eu coloco no fundo, mais cotas eu compro desse fundo. É como se o fundo fosse um grande saco de balas, todas iguais, e cada bala custa o mesmo valor. É por causa dessas cotas que a pessoa que investe no fundo é conhecida como cotista.

Mas por que ser cotista de um Fundo de Investimento? Que que eu ganho com isso? O objetivo de comprar cotas em um Fundo é conseguir uma boa rentabilidade com o dinheiro aplicado. O negócio é que com um grande volume de dinheiro, o Gestor do Fundo tem menos custos nos investimentos, pode diversificar as aplicações de forma que diminua o risco, etc... coisas que eu sozinho talvez não tivesse condições de fazer ... [se a pessoa tem pouco dinheiro, dependendo da quantidade, não tem muitas opções de aplicação além da poupança].

E por que eu confiaria em um Gestor pra controlar o meu dinheiro? É que o Gestor, além de viver pra isso, é um dos principais interessados no bom resultado do fundo, já que desse resultado ele tira o que é conhecido como taxa de administração, que é uma parte do rendimento do fundo que se tira pra pagar o próprio funcionamento do fundo.

Por fim, nos Fundos não existe garantia do Fundo Garantidor de Crédito - FGC. Eu que assumo o risco pelas minhas aplicações. Inclusive, se o Fundo tiver perda em algum momento (se eu aplicar 1000 reais e eles virarem 800, por exemplo), não tem NADA que me garanta essa perda de volta.

[classificações dos Fundos]
[impostos de renda]
[personagens do fundo]

Nenhum comentário:

Postar um comentário